Cadastre sua empresa  -  Login  

Revista ZN - A revista da Zona Norte de São Paulo

Adolescentes criam peça de teatro sobre drogas (08/09/2009)

Diminuir tamanho do texto Aumentar tamanho do texto

(Foto: Divulgação)

Adolescentes criam peça de teatro sobre drogas

Estreia no dia 29 de agosto a peça Depois não diga que não te avisei, no Espaço Cultural Oficina.

grande

A ideia do texto foi dos alunos do curso de teatro do Oficina Gabriel Furlan, 15 anos e Gabriela de Paula, 16, que sensibilizados pela situação dos adolescentes envolvidos com drogas, resolveram usar a arte como forma de alerta.

Depois diga que não te avisei estreia no Espaço Cultural Oficina

O grupo Cia Teia de Repertório, formado por alunos do curso de teatro do Espaço Cultural Oficina - ECO, entra em cartaz no dia 29 de agosto com a peça Depois não diga que não te avisei, que retrata a dura trajetória de alguns jovens que perderam suas vidas por conta das drogas.

Enquanto as emissoras de TVs mostram reportagens sobre jovens de todas as idades e classes sociais se acabando nos redutos das drogas, jovens de um grupo de teatro usam a arte para alertar sobre os perigos desse caminho que pode não ter volta. Esses jovens atores acreditam que a informação é uma forte arma para combater essa dura realidade.

A trupe da Cia Teia de Repertório pretende levar esta peça as escolas, e com ela, atingir o maior número de estudanes possível, haja vista que a mensagem desse trabalho é o alerta de "não às drogas".

A peça, escrita por jovens, promete emocionar pela força do tema e da interpretação do grupo.

Qual adolescente nunca ouviu o alerta: "Depois não diga que não te avisei"?

Este é o caso de Fernanda (Viviane Campos), 14 anos, classe média, que viu sua vida mudar da noite para o dia ao cair no mundo das drogas. Fez isso por amor a Rodrigo (Gabriel Furlan), 16 anos, de mesma classe social.

Sexo com e sem proteção, conflito familiar, bebida e amizade também são outros temas abordados na montagem. Tudo isso gira em torno do romance entre Rodrigo e Fernanda.

No início do relacionamento, Rodrigo é usuário de vários tipos de droga. Fernanda nunca havia usado, mas decide experimentar maconha.

Merece destaque a cena na qual a adolescente sem dinheiro e ávida por droga, propõe ao traficante uma relação sexual em troca do entorpecente, e ele aceita.

A peça teve seis meses de preparação e o texto, a montagem da trilha sonora, composição cênica e figurinos são de autoria dos próprios alunos do grupo que têm entre 12 e 16 anos e são estudantes de escolas públicas e particulares de São Paulo. Eles escreveram o roteiro com base em suas realidades, já que a linguagem usada é a mesma que eles usam nos pátios de escola, orkut, msn e outras redes de bate-papo virtual. "O objetivo deste trabalho é o alerta, não a censura e com certeza os adolescentes vão se identificar com a peça, o que só agregará valor à montagem", afirma o diretor Edson Rocha.

"Em princípio, a montagem ficará em cartaz por quatro sábados no Espaço e, depois, iremos levá-la para as escolas", afirma o diretor.

Além de Gabriel Furlan e Viviane Campos, também fazem parte do elenco Letícia Carvalho, Rafael Massaranduba, Rafael Crepaldi, Tatiana Lobo Toledo, Lucas de Sousa, Gabriela de Paula, Amanda Soares e o diretor Edson Rocha.

 

Depois não diga que não te avisei

Dia 29 de agosto - 20h 

Espaço Cultural Oficina - ECO

Rua Alfredo Pujol, 381 - Santana

Fones (11) 3467.6160 e 3532.3101

eco@espacoculturaoficina.com.br

Os ingressos estão à venda no próprio Espaço Cultural Oficina (Preço: R$ 5,00) de segunda a sábado, das 10h às 18h

Haverá apresentação no domingo, dia 30, no mesmo horário.

Copyright 2013 - Editora SP1 Ltda.
Rua Aureliano Leal, 46 - 02334-090 - Água Fria - Tels.: (11) 2950-5016 I 2283-4166 I 2979-0705
Página: www.revistazn.com.br/modules/news/article.php?storyid=103
Data: 25/07/2014 às 15:20:57

Desenvolvido por Egas Digital http://www.egasdigital.com.br